Sete passos para abrir a sua empresa

* Por Fabio Duran.

Há cerca de duas semanas, eu e meu sócio tivemos a oportunidade de participar da semana do empreendedor promovida pelo Sebrae-SP. Nela, apresentamos uma palestra sobre a crise econômica e como o marketing digital pode ser peça fundamental para diversos tipos de negócios neste momento. Estivemos em pelo menos dez distritos do Sebrae e uma coisa nos chamou muita atenção: o número de pessoas com planos de abrir o próprio negócio.

Durante o decorrer dos eventos, eu percebi que algumas pessoas têm medo de empreender por diversas razões. Sendo assim, me senti motivado a compartilhar algumas dicas para esse momento de decisão.

1.Monte um plano de negócios

Isso significa que você deve listar todos os detalhes para alcançar o seu objetivo: O que eu vou vender? Para quem eu vou vender? Como vou divulgar, vender e entregar o meu produto? Quais as parcerias necessárias? Quais são as atividades chave para o meu sucesso?

2.Resolva a dor do seu cliente

Existe uma pessoa que pode ser responsável pelo seu sucesso: o seu cliente. Portanto, é necessário que ele te contrate para que você tenha sucesso. No entanto, para que isso ocorra, é preciso oferecer um produto ou serviço que de fato o ajude ou que resolva o seu problema.

3.Saiba quanto custa o seu produto/serviço

É importante que você entenda o quanto vai lhe custar vender um produto ou serviço, isso te dará noção para estabelecer o preço com uma margem de lucro. Mas, cuidado! Não liste apenas o custo direto da produção.

4.Capital de giro

Abrir um negócio é como o nascimento de um filho. É preciso estar sempre disponível até que a ideia cresça e consiga operar sem depender de você. E, como toda criança recém-nascida, o seu negócio também precisa ser alimentado. O “leite”, neste caso, é o capital de giro. Mais da metade das empresas abertas no Brasil fecha as portas nos três primeiros anos e o principal motivo é a falta de reserva de caixa.

5.Invista em marketing digital

Os investimentos em marketing digital têm crescido a dois dígitos nos últimos cinco anos e isso diz muita coisa. Estar conectado significa ocupar o ambiente em que o seu cliente certamente está. E a vantagem é que você poder criar anúncios direcionados para o seu próprio público.

6.Aprenda a vender

Não adianta fazer toda a lição de casa, juntar dinheiro, montar um plano, ter um bom produto se você não souber vendê-lo. Vendas ruins, mais do que um produto ruim, quebram os negócios. Uns já nascem com esse dom, mas, outros aprendem. Sim, é possível aprender a vender!

7.Estude, sempre!

Busque conhecimento. Deixe a sua empresa sempre atualizada com o que há de melhor no mercado, seja na forma de divulgar, fabricar o seu produto ou se relacionar com o cliente. Não durma no ponto! Seu concorrente certamente não estará dormindo.

* Fábio Duran é sócio-fundador do Elefante Verde, a primeira franquia de marketing digital do Brasil. É palestrante do Sebrae e faz parte do seleto grupo de empreendedores Endeavor Conecta.

passo avanti

 

 

Fontes:
Texto: Passo Avanti
(Por Marcus Santana)
Foto: Divulgação

Quer publicar um release em nosso portal? Entre em CONTATO.

Posts relacionados