12 Simples Ações para ter uma melhor Gestão Financeira na sua Micro e Pequena Empresa

 

O que você vai ler neste artigo:

  • 1- Antes de mais nada, educação financeira pessoal
  • 2- Separe de vez sua conta bancária da empresa
  • 3- Defina as suas retiradas de Pró-labore
  • 4- Conheça os custos e despesas do negócio
  • 5- Conheça os termos, conceitos e indicadores financeiros
  • 6- Não use o cartão de crédito corporativo para despesas pessoais
  • 7- Resista a tentação de usar o caixa em dinheiro
  • 8- Utilize o internet banking para as operações de pagamento e recebimento da empresa
  • 9- Verifique se a sua empresa está gerando lucro
  • 10 – Reduza custos e corte despesas sempre
  • 11- Tenha rituais financeiros diários e semanais
  • 12- Tenha alguém que cuide da gestão financeira da empresa
  • Conclusão

No começo de uma nova empresa, o empreendedor se divide em diversas tarefas como a operação, o marketing ou ainda as vendas e é difícil dar tanta atenção a gestão financeira.

É por isso que este é um momento mais crítico para a sobrevivência da empresa que acaba piorando se o empresário não entende tão bem de finanças e não tem suporte nesta área.


midhaz

As estatísticas do Sebrae dão conta de uma mortalidade de cerca de 50% das empresas em 5 anos. Quando observamos os motivos boa parte deles poderiam ser evitados com uma gestão financeira  organizada.

Por isso separamos 12 ações, que se o empresário incorporar a sua rotina terá uma chance de sucesso maior nas finanças do seu negócio. Vamos conhecer?

1- Antes de mais nada, educação financeira pessoal

A primeira fase financeira da empresa é a “eupresa”, e é muito fácil confundir as finanças pessoas com as da empresa, já que a correria do dia a dia pode atrapalhar.

Por isso antes de mais nada, e antes até da abertura da empresa, cuide da educação financeira pessoal.

Se você cuidar bem das finanças pessoais, tiver uma reserva para contingência e conseguir poupar é um ótimo sinal que você pode cuidar também das finanças de sua empresa.

Agora se a sua vida financeira é desregrada, você tem dívidas pessoais e vive entrando no cheque especial, sinal amarelo… cuide disso.

2- Separe de vez sua conta bancária da empresa

Hoje existem muitas facilidades para a abertura de uma conta PJ. Existem Contas Digitais que não possuem custos e os Bancos dão diversos incentivos para a abertura da conta.

Não ter as contas separadas pode prejudicar muito o controle financeiro e até levar ao fechamento do negócio. Se tiver sócios então, nem se fale, pois isso pode prejudicar até a sua relação com ele.

Peça também um cartão de crédito corporativo para facilitar os gastos que somente podem ser feitas com cartão, assim você evita ter que usar o seu.

Recomendamos para você:  Como descobrir se eu realmente preciso de um contador?

Saiba mais em: Contas pessoais + contas da empresa = problemas, na certa! Saiba por que e como separar

3- Defina as suas retiradas de Pró-labore

É normal ao abrir uma empresa, nos primeiros meses o sócio não ter a retirada de pró-labore da empresa. Quando isso acontece o sócio possui uma reserva de recursos pessoas para essa primeira etapa.

Agora, uma hora você precisa receber os recursos até para manter os seus gastos pessoais. Se essa hora chegou fixe um Pró-labore.

Muitos empresários acabam pulando essa etapa, e a cada necessidade financeira tiram os recursos da empresa, não tendo uma previsibilidade nem na vida pessoal nem na gestão da empresarial.

Os riscos de perder o controle nessa situação é terrível, além disso o INSS tem o sócio da empresa com um contribuinte obrigatório e você pode não estar cumprindo essa exigência.

Saiba mais em: Pró-labore: Um Guia com tudo o que você precisa saber

4- Conheça os custos e despesas do negócio

Não é possível fazer qualquer gestão sem conhecer as suas despesas e custos.

Se a empresa tem um alto custo por exemplo, crescer as vendas pode mais prejudicar do que ajudar na sustentabilidade da empresa.

Tenho os dados organizados e classificados para entender os volumes de matérias primas, impostos, folha de pagamento, despesas fixas.

5- Conheça os termos, conceitos e indicadores financeiros

Temos um enorme medo das finanças, mais isso por causa dos mitos de ela ser um bicho de 7 cabeças.
A maior parte da matemática envolvida, por exemplo, envolvem contas de adição e subtração, as mais básicas do ensino fundamental.

Além disso os indicadores servem para facilitar ainda mais a visualização da situação da empresa.

Mas para aproveitar essa simplicidade, você vai precisar estudar um pouco de finanças, conversar mais com seu contador e explorar os relatórios e indicadores.

Saiba mais: Indicadores e Análises a partir do Controle de Caixa em PMEs

6- Não use o cartão de crédito corporativo para despesas pessoais

Indicamos a abertura da conta corrente e a solicitação de um cartão de crédito corporativo no item 2 não foi mesmo?
Mas não deixe que isso se torne uma tentação para fazer gastos pessoais nesse cartão de crédito.

Para evitar a tentação, deixe ele armazenado em um local mais distante que a sua mão e carteira, e leve ele com você somente quando for realizar uma atividade empresarial.

7- Resista a tentação de usar o caixa em dinheiro

Em falando em tentação outro que é comum, em empresas que possuem dinheiro em caixa, é o de utilizar ele para pequenas despesas.

Recomendamos para você:  Como economizar com fornecedores

Essas pequenas despesas, mesmo que sejam despesas da empresa, podem levar muitos recursos, pois normalmente não são levadas tão a sério.

Deposite o valor do caixa na conta corrente. Se a despesas em dinheiro for mesmo necessária, não esqueça de registrar no controle financeiro de entradas e saídas da empresa.

8- Utilize o internet banking para as operações de pagamento e recebimento da empresa

Ir até o banco para fazer pagamentos é coisa do passado e uma enorme forma de não ser produtivo.

Você vai até o banco ou ainda envia o motoboy da empresa para pagar contas? Passe a utilizar o Internet Banking.

Existem diversos facilitadores nestas plataformas para que você evite pagar uma conta em atraso. Além disso você não precisa entrar todos os dias para fazer um lançamento. É possível fazer agendamentos semanais por exemplo.

Outra facilidade é na cobrança, existem diversos facilitadores que enviam os boletos, cobram no cartão e avisam do vencimento ao seu cliente, sem que você se preocupe.

Uma dessas plataformas é o Assas, neste link tem um presente de R$ 50,00 para você testar os recursos de cobrança.

Saiba mais: Como as Fintechs podem ajudar o seu Negócio a Crescer

9- Verifique se a sua empresa está gerando lucro

O simples fato de você ter dinheiro em caixa não diz muito sobre ter ou não ter lucro no negócio. Isso pois dependendo do ciclo financeiro da empresa, você pode ter meramente recursos de terceiros nas disponibilidades.

Por isso avalie sempre se a sua empresa está ou não tendo lucros.

Se for algo difícil, indicamos um método que ajuda a você ter sempre lucros em sua empresa desde o primeiro momento. Neste link tem um curso que ensinará o método passo a passo.

Se você não cuidar do lucro desde o começo, existem sério risco de fechamento das portas do seu negócio.

10 – Reduza custos e corte despesas sempre

Tem um ditado que se você compreender eu vou me sentir muito feliz.

“Despesas é igual a unha, corte sempre”.

É isso mesmo, é muito fácil ampliar as despesas da empresa, principalmente me momentos onde está se buscando um crescimento das vendas.

O problema disso é que muitas das despesas são difíceis de reduzir caso você tenha algum problema e a receita esperada não chegue.

Por isso atenção especial a esse tema, nunca abaixe a guarda e tenha sempre um excelente controle financeiro para poder acompanhar a evolução dos gastos em cada categoria do plano de contas.

Recomendamos para você:  Contador: O melhor amigo dos super empreendedores

Saiba mais: A verdade que ninguém nunca contou sobre despesas elevadas

Ebook: 69 Dicas Rápidas para economizar em sua empresa

11- Tenha rituais financeiros diários e semanais

Bem, aqui um ponto importante de nossa conversa.

Torne a gestão financeira uma rotina. Para isso você deve determinar rituais bem claros e definidos.

Por exemplo:

  • Diariamente realizar a conciliação bancária.
  • As quartas e sextas analisar o contas a receber.
  • Fazer os lançamentos bancários de contas toda sexta.
  • Reunir com os sócios quinzenalmente para avaliar o fluxo de caixa.

Uma vez definidos, cumpra sempre. Essa disciplina vai ajudar em muito na gestão financeira organizada da empresa.

Saiba mais: Fluxo de Caixa – Um Guia para iniciar e realizar o controle financeiro da sua empresa

Veja também: 7 benefícios imediatos de ter seu controle de caixa integrado ao Contador

12- Tenha alguém que cuide da gestão financeira da empresa

Começamos o texto falando da vida difícil de um empreendedor com a sua rotina. Muitas vezes seu trabalho é dividido com a operação, o marketing, as vendas e na gestão do dia a dia da empresa. Isso acaba prejudicando a atenção as finanças.

Sabemos também que muitas vezes um empresário em começo de atividade contratar um colaborador para cuidar do financeiro.
Só que agora é possível terceirizar boa parte das tarefas operacionais e se envolver somente na parte estratégica e decisória.

Esse serviço que chamamos de BPO Financeiro é oferecido pela NoAzul, nosso braço de terceirização de financeiro e ajuda muito o empreendedor que não tem recursos para a contratação de uma pessoa para isso ou ainda que queira uma operação enxuta tendo um atendimento especialista.

Esse tipo de serviço oferece muitas vantagens para as PMEs. Fizemos um artigo explicando as principais. Veja BPO Financeiro – Como a Terceirização pode ajudar sua PME.

Conheça os nossos de BPO Financeiro, tenho certeza que os serviços farão muito sentido para te ajudar nesta área.

Conclusão

Começar uma empresa é realmente um enorme desafio para os empreendedores. São muitas tarefas a cuidar, principalmente as mais relacionadas ao negócio.

Por isso muitas vezes as finanças deste novo negócio não recebem a atenção que merecem para o sucesso da empresa.

Listamos 12 ações para a sua rotina. Elas sã simples e ajudarão em manter uma boa gestão financeira.

Você pode contar também com o apoio de Empresas como a Capital Social Contabilidade e Gestão. Oferecemos a terceirização do financeiro de sua empresa. Nela cuidamos de itens como a conciliação bancária, a gestão de contas a pagar e a receber e a emissão de notas fiscais e boletos. Conheça os nossos Planos.

 

WWW.REDESATO.COM

WWW.REDESATO.COM

 

Fontes:
Texto: capitalsocial.cnt.br
(Por  Leandro Oliveira)
Foto: Divulgação

Quer publicar um release em nosso portal? Entre em CONTATO.

Posts relacionados