Como nós resolvemos o problema de Custos muito altos na nossa empresa

 

curso de martelinho de ouro

O que você vai ler neste artigo:

  • Como Criar uma Cultura de Lucros, ops Custos
  • Todo Custo deve ser reduzido
  • Primeiro Reduza, depois pergunte
  • Nenhum custo é tão pequeno que não deva ser avaliado
  • Não se preocupe como será visto pelos funcionários
  • Ação prévia a qualquer redução – O Controle
  • Sabendo mais sobre redução de custos

Custos são um tipo de problema que você deve estar sempre atento e cortar em sua empresa. O pior é que se você não fizer isso, corre o risco de não ter o lucro necessário para a manutenção da empresa e o seu retorno financeiro.

Nesta hora sempre fica uma dúvida sobre o que pode ser feito e o que pode ser cortado que não prejudique a estratégia.

Além disso, após um corte é necessário ser persistente para que a ação não mingue nela mesmo e todo o seu esforço possa ser perdido.

A boa notícia é que se você tiver uma empresa que realmente tenha foco em custos, você pode ser a empresa mais lucrativa do seu setor, pois são poucos empreendedores que realmente cuidam disso, do jeito que deve ser feito.

Bem, se você se preocupa com os custos e quer retirar um lucro maior do que o atual, deve ler atentamente as informações que compartilhamos com você.

Como Criar uma Cultura de Lucros, ops Custos

O clichê de planejamento estratégico que mais pode prejudicar a sua empresa é não ter uma missão definida corretamente.

Uma missão deve ser uma declaração de proposito de para que aquela empresa existe.

Capital Social por exemplo tem como missão facilitar a vida do empreendedor. Nada como aquelas tradicionais ser o melhor serviço para os nossos clientes, e bla bla bla.

Eu digo isso, pois um verdadeiro proposito é direcionador para saber se tal custo, cabe ou não neste proposito.

Recomendamos para você:  CND: Como não deixar sua (ir)regularidade fiscal prejudicar os negócios

Outro ponto, é por mais que falemos sobre Preço, com itens de como precificar, como obter mais vendas com o preço, essa estratégia pode ser limitada, pois muito do preço já está dado pelas lições de economia, com o preço de equilíbrio do mercado.

Dito isso, muito do que pode ser feito com o lucro, é reduzir o custo. É assim que se obtém o lucro máximo de um mercado.

Então com relação aos custos, corte eles sempre, sempre mesmo;

  • Não faça isso somente em recessões;
  • Transforme em rotina para se manter competitivo;
  • Crie uma cultura de redução permanente de custos.

Todo Custo deve ser reduzido

Você deve encarar todo o custo como um mal necessário. Desta forma você vai conseguir enxergar o que deve ou não ser reduzido.

Custos maiores, somente alimentam a vaidade de uma organização maior e mais burocrática. Estamos em uma época que ser enxuto é necessário para a competição.

Portanto o segredo de uma empresa de sucesso é o seu lucro e não os seus custos. O custo não passa de um obstáculo a ser vencido.

Para isso você deve sempre se perguntar:

  • Se eu eliminar esse custo perderia o que?
  • Esse custo menor, implicaria em menos receita? Como?

Se não conseguir responder isso, então dito e feito, o custo é desnecessário.

Primeiro Reduza, depois pergunte

Existe um erro, e um receio dos empreendedores em ser cautelosos demais para reduzir custos. Muitos gestores e empresários somente o fazem após ter certeza que é uma decisão certeira.

Mas o que devemos sempre fazer é inverter a forma de pensar.

Recomendamos para você:  Agência de Marketing – Como escolher o melhor tipo para empreender

Só devemos manter esse custo se tivermos certeza que é uma decisão certa.

Lembre-se que se você errar alguém irá avisa-lo e você poderá reverter a decisão. Um exemplo disso é se a empresa parece precisar de 2 funcionários, contrate somente 1. Com certeza alguém te avisará que está sobrecarregado na função.

Agora se você gastar além da conta não poderá reverter o erro. Reduza os custos e ajuste o que estiver errado.

Nenhum custo é tão pequeno que não deva ser avaliado

Mostre a todos na empresa que você realmente quer implementar uma cultura de redução de despesas. Não ignore nenhum custo, por mais pequeno e insignificante que pareça ser.

Lembre-se que o custo é um mal necessário e o seu papel é reduzi-lo ao máximo.

As pequenas despesas podem fazer uma enorme diferença.

Em nossa empresa, agrupamos o processo de pagamentos de contas para o gestor, pois aqueles custos ocultos aparecem de uma forma mais evidente. Fazer gastos diários, vai fazer com que despesas inúteis passem desapercebido por você.

Não se preocupe como será visto pelos funcionários

Outro receito comum é o de ser visto como um mau sujeito pelo rigor no corte de custos.

Na verdade, uma firmeza e a orientação da organização irão é gerar respeito. Lembre-se que fazer o que deve ser feito irá ser encarado como competente com os resultados e trará somente os feedbacks positivos.

As pessoas são adaptáveis ao contexto, cerca de 6 meses após as mudanças é possível que ninguém mais se lembre das adaptações necessárias.

Mudanças drásticas que gerem desconfortos em pouco tempo se tornam rotineiras e inofensivas.

Como diria uma frase que adoro: “A dor é passageira, mas os resultados são para sempre”.

Ação prévia a qualquer redução – O Controle

Falamos um pouco sobre a redução de custos, e não podemos deixar de lembrar de uma ação prévia que quase sempre é negligenciada pelos empreendedores. O Controle de Entradas e Saídas.

Recomendamos para você:  Registro de inventário: muito além de uma obrigação legal

Um Controle de Caixa permitirá uma análise dos gastos agrupados por categorias. Essa informação é essencial a qualquer ação de redução de gastos.

Afinal, sem saber para onde olhar com mais atenção é possível que você gaste muita energia com pouco resultado.

Um dos obstáculos encontrados na empresa para não ter esse controle é a Falta de Disciplina em Processos Financeiros.

Isso pode acontecer pois um sócio que assume a função, tenha que cuidar da operação com mais atenção, ou ainda um colaborador seja deslocado para uma outra função prioritário e não tenha o conhecimento na área.

Uma forma de evitar que isso ocorra é a Terceirização das Atividades de Tesouraria a uma empresa especializada. Com a especialização, o custo de manter o controle financeiro pode ser menor do que a de contratar um funcionário, e ainda sem os inconvenientes disso, como férias, faltas e treinamentos.

A NoAzul oferece a solução certa para manter sua PME enxuta e com o controle de caixa necessário para que sua empresa possa crescer com a atenção nas finanças. Conheça nossos planos.

Sabendo mais sobre redução de custos

Bem, o texto que acaba de ler é uma planilha sobre o tema. Organizamos diversas dicas de Corte de Gastos, em uma certificação. A Certificação em Redução de Custos Empresariais.

Com ela queremos levar todo o conhecimento de custos que temos ao longo de anos verificando as boas práticas do setor. Esperamos com isso transformar empresas em exemplos de lucros através de uma operação eficiente.

 

 

Fontes:
Texto: Estilo Press
(Por Regina Fernandes)
Foto: Divulgação

Quer publicar um release em nosso portal? Entre em CONTATO.

Posts relacionados